Doenças Autoimunes e Alergias

Numa pessoa saudável o sistema imunitário reconhece de imediato as diferenças entre as células ‘boas’ e os componentes ‘maus’ que invadem o organismo (vírus, bactérias entre outros).

Doença Autoimune: o sistema imunitário não consegue fazer a distinção entre “células boas” ou “células más” e ataca o próprio organismo. Alguns exemplos são: Lúpus Eritematoso Sistémico, Psoríase, Doença de Crohn, Artrite Reumatoide, Doença Celíaca, Vítiligo, Esclerose Múltipla, Diabetes Tipo1, Miocardite, entre outras.

Alergias: o sistema imunitário ataca substâncias exteriores (alergénios) que são normalmente inofensivas. Os alergénios mais comuns são: Pelos de animais, Bolor, Ácaros, Pólenes, Alimentos, Medicamentos, Níquel, Picadas de insetos.

Doenças Autoimunes e Alergias

Sabia que:

estatísticas doenças autoimunes

Doenças Autoimunes

• Existem mais de 100 doenças autoimunes, que envolvem qualquer órgão ou sistema do nosso organismo.
• Estas doenças atingem três vezes mais mulheres que homens
• As doenças autoimunes são uma das 10 principais causas de morte nas mulheres com menos de 65 anos
• Estas doenças afetam mais de 100 mil pessoas em Portugal
• Os sintomas são variáveis de uma doença para outra e até dentro da mesma doença e podem ser enganadores uma vez que estas doenças afetam várias partes do corpo
• Os órgãos e tecidos frequentemente afectados pelas doenças autoimunes incluem as glândulas endócrinas (tais como a tiroide, pâncreas e suprarrenais), componentes do sangue (como os glóbulos vermelhos ou as plaquetas) e o tecido conjuntivo: pele, músculo e articulações

Alergias

• As alergias afetam cerca de 25% da população mundial e 50% da população na Europa
• A Organização Mundial de Saúde classifica as alergias como uma das quatro doenças crónicas mais importantes do mundo
• As doenças autoimunes são uma das 10 principais causas de morte nas mulheres com menos de 65 anos
• Cerca de 20% dos pacientes com alergias vive com uma variante grave e muito debilitante desta doença apresentando um elevado risco de ataque de asma, choque anafilático ou mesmo morte devido a uma reação alérgica
• Em 2015 foram internadas em hospitais europeus 7 vezes mais pessoas do que em 2005 devido a reações alérgicas graves
• Os custos indiretos evitáveis ​​da falta de tratamento adequado da alergia na UE são estimados entre 55 e 151 bilhões de euros por ano
• As alergias respiratórias duplicaram no espaço de vinte anos
• Em Portugal, as doenças respiratórias, muitas vezes relacionadas com alergias, são responsáveis por 15 milhões de baixas anuais, por 5 milhões de consultas e 1,8 milhões de idas às urgências
• A Organização Mundial da Saúde estima que há 300 milhões de pessoas com asma em todo o mundo e que chegará a 400 milhões até 2025. Por ano, ao nível mundial, morrem aproximadamente 250 mil pessoas prematuramente devido à asma; quase todas essas mortes são evitáveis
• A rinite alérgica é a forma mais comum de rinite não infecciosa, que afeta entre 10% e 30% de todos os adultos e até 40% das crianças.

estatísticas doenças autoimunes

 

 

Quando as nossas defesas são exageradas ou ficam desorientadas

Quando as nossas defesas são exageradas ou ficam desorientadas

Desde tempos imemoriais que os humanos erguem muralhas defensivas e organizam hordas de exércitos para combater os inimigos invasores. Orientados por complexas cadeias de comando os soldados obedecem fielmente às ordens recebidas, sacrificando-se, com a própria vida se necessário, com um único propósito: vencer as batalhas e expulsar os agressores. Uma vez bem sucedidos, garantem a sobrevivência dos seus.

Saiba Mais